Arquivo de julho de 2013

Até sempre

Tinha um olho no relógio e outro na porta quando saí às pressas distribuindo beijos para a mulher, o filho, a cachorra e a sogra na primeira manhã que se anunciava comum – ao menos para os padrões consagrados de normalidade – em muito tempo. Era o desfecho da primeira noite em que dormíamos todos […]