Arquivo de setembro de 2010

Canto para minha morte

Num fim de tarde de agosto de 1989, véspera de feriado em Araraquara, entrava com meu pai na garagem de casa quando o locutor da rádio anunciou a morte de Raul Seixas. Daquele ano, e não era qualquer ano, não me lembro de qualquer outra notícia que tenha atingido tão em cheio alguém da minha […]

Esparadrapos para a escuridão

Ridley Scott passou longe de Quebéc quando desconstruiu as esperanças sobre o futuro e deixou em polvorosa os profetas do Apocalipse com seu clássico “Blade Runner”. Neve, estabilidade, vizinhança amansada e casas de estilo colonial, com amplos quintais e jardins, possivelmente nem combinem com o calor das horas retratadas no oráculo dos anos 80 e […]