Categoria: comportamento

Uma história paulistana

Hoje, ao sair do trabalho, atravessei a faixa da Al. Rocha Azevedo com a Al. Santos. Uma SUV preta (Honda) que subia a Rocha Azevedo não teve o menor pudor em ACELERAR o carro pra que eu não passasse. Dei dois passos pra trás rapidamente, desequilibrado. Faltou um triz, sem exagero, pra ele me atropelar, […]

Na busca incessante por um parafuso de privada, o meu momento consumidor

Há momentos na vida em que é preciso apertar os parafusos para tudo ficar bem. No caso, há um ano que eu procurava um novo parafuso pro assento sanitário de casa, mas nenhuma loja tinha aquele tipo específico pra vender. Foi um ano todo a levantar e descer a bacia da privada, com aquele buraco […]

A mão que lê a Nova é a mesma que caleja

É público e notório que a Revista Nova é voltada para aquela mulher que é tão chata que não consegue manter um namorado por muito tempo, tentando, assim, pegar aquelas dicas de como segurar o seu (dela) homem através da ninfomania desvairada. Da mesma forma, a Men´s Health, que só fala sobre como pegar garotas […]

Steve Jobs e os deslumbrados pela Apple

Steve Jobs tem um mérito indiscutível: sua capacidade de fazer com que analistas de tecnologia se transformem em fãs e releguem a segundo (ou nenhum) plano os temas polêmicos de sua carreira

Cem mil anos de putaria

O que aprendemos lendo História da Sexualidade, de Peters N. Stearns (Ed. Contexto): – Na pré-História, a mulher muito gorda provavelmente era a preferida pelos homens. Gordura em tempos de caça, coleta e nomadismo significava boa saúde e disposição para se ter filhos.  Chegaram a esta conclusão baseando-se em gravuras e esculturas em calcário encontradas em […]

Movimento “Higienópolis no Suvaco do Povo”

Eu sempre quis começar um texto com a frase “Conheça o homem, o ator, o intelectual… o capixaba por trás de Fulano de Tal (qualquer personagem)”. Bem, não é agora que vou fazê-lo, pois este texto nada tem a ver com capixabas ou intelectuais – se bem que, de um jeito bastante controvertido, acabei começando […]

Muito além da toupeirice 2.0

Normalmente acho um porre essa rapaziada inzoneira que masturba a decadência do mundo moderno, a falta de virtudes do ser humano, a idiotice a que chegamos, enfim, essas  ugogiorgettadas rancorosas e cansativas. O problema é que às vezes eles têm razão. Nesta segunda-feira, a bancada da desilusão da humanidade marcou mais um pontinho. Ou, como […]

És eternamente responsável pelos nicks de MSN que escreves

Ah, a tecnologia. Com a internet, as fronteiras acabaram, com a internet, o mundo está ao alcance das mãos em um clique, com a internet, o conhecimento se dissipa exponencialmente, com a internet… as pessoas te constrangem ao contar as coisas mais idiotas delas mesmas no nick de MSN sem que ninguém as tenha requisitado […]

Cada um na sua, mas com uma lei em comum

Até o ano de 1996, aquele tiozão bigodudo que senta na baia ao seu lado no trabalho podia acender um cigarro e deixá-lo queimar na mesa enquanto emitia baforadas em torno de si. Se você reclamasse, poderia ouvir algo como “Ah vai dar a bunda” em resposta. Se você respondesse que ele provavelmente não gostaria […]

O que é ser vagabunda no século 21?

Ainda é comum, mas me irrita cada dia mais: alguém chega pra dizer que fulana é biscate porque “rodou a banca”, pegou uns 25 na balada ou já transou com mais homens (e mulheres) do que árvores derrubadas pela turma do Blairo Maggi no Mato Grosso. Tenho ouvido muito isso, de pessoas doces até as […]

Página 1 de 212