Mais da Mostra

O Peso da Culpa
Alemanha
Cotação: ***
A Alemanha é pródiga neste tipo de experimentação: em uma casa aberta, um casal de assistentes sociais recebe infratores em um sistema de controle mútuo. Todos têm voz para acusar, mas também devem assumir a responsabilidade por seus atos. Há um sistema de promoção similar ao dos escoteiros, no qual os mais “graduados” são responsáveis por acompanhar os novatos até no banho. Mas todo esse sistema heterodoxo de ressocialização é colocado à prova quando um dos infratores reconhece na assistente social uma de suas vítimas. O que se desencadeia daí é uma série de hesitações, que vão culminar em uma tensão quase insuportável para os envolvidos.

Satellite Boy
Austrália
Cotação: ***

Um garoto descendente de aborígenes sai dos rincões da Austrália e atravessa o deserto para salvar a terra de seu avô de uma gananciosa indústria de mineração. Em sua aventura, o garoto-satélite faz a ligação entre tradição, modernidade e seu território ancestral. Pelo deserto, encontra os restos da passagem dos homens que ali foram largados – construções, antenas, casas. O que faz pensar sobre como usamos e descartamos o que nos interessa de acordo com a conveniência. O menino não demora a perceber que sua cultura ancestral também faz parte desse jogo.

Metro
Brasil/França
Cotação: ***

Realizado por um brasileiro, então estudante de cinema e modelo vivo em Paris, este filme traça um retrato dos frequentadores do metro da capital francesa. Além dos passageiros, chama a atenção as entrevistas com os trabalhadores do metrô – especialmente a franqueza dos condutores em falar sobre a falta de perspectiva (quase que literalmente) de seu trabalho. Quem poderia imaginar que os instaladores de cartazes encarnam os movimentos rápidos de Bruce Lee para realizar o seu trabalho? No melhor estilo Eduardo Coutinho, a incrível história do mendigo que dirigia uma Maserati também comove.

Comente

Seu email não será exibido. * Campos obrigatórios

*
*
*